Ferrovia do Vinho – A ferrovia abandonada de Bento Gonçalves
Ferrovia do Vinho

Se você achou este artigo pelo Google, certamente está interessado(a) em conhecer a Ferrovia do Vinho, localizada em Bento Gonçalves/RS. É um lugar fantástico, a seguir vamos lhe falar algumas informações e detalhes para você realizar esta trip.

Informações da Ferrovia do Vinho (desativada)

Antes de você consumir este conteúdo de valor e começar a planejar a sua aventura para este destino, siga a gente no Instagram para ficar por dentro de outros destinos incríveis no RS! Clique abaixo

Bom, vamos lá! Este lugar é a Ferrovia do Vinho, um trecho de ferrovia desativado, na região de Bento, muito próximo a Ponte Ernesto  Dornelles.

Há muita história ao redor deste vale, e infelizmente é esquecida ou pouco contada.

Muito próximo a Ferrovia o Vinho, há a TPS (Tronco Principal Sul), que é a principal linha férrea do nosso Estado. Mas é importante citarmos que não são a mesma ferrovia.

Na TPS, há um túnel bem próximo ao Km2, ou seja, próximo a Estação Jaboticaba. É neste túnel, chamado Túnel em Y, que é a entrada oficialmente para a Ferrovia do Vinho.

Você percorrendo o túnel, dentro ele, verá que há uma bifurcação e logo em seguida você já percebe que não há mais ferrovia, nem trilhos, nem dormentes. Seguindo em frente, você dá de cara com a Ferrovia do Vinho, que era então o ramal Jaboticaba – Bento Gonçalves.

Na imagem abaixo, fica bem claro como é o trecho completo que liga o Túnel em Y à Bento Gonçalves.

Ferrovia do Vinho
Ferrovia do Vinho

Não se engane! Só para você percorrer as 2 voltas completas no Vale, são aproximadamente 21km, de muito barro, lama, vegetação tomando conta dos trilhos e de tudo. Há trechos também que há pedras gigantescas e desmoronamentos.

A Ferrovia do Vinho está abandonada desde 1992 e foi quando então  não houve mais passeios com a locomotiva Maria Fuamaça, na qual passou a operar no trecho Bento Gonçalves a Carlos Barbosa, que hoje é administrada pelo Grupo Giordani Turismo.

Ainda é um lugar pouquíssimo explorado por aventureiros aqui do Rio Grande do Sul, mas com o tempo, passará a ser mais conhecido.

Se você pensa em conhecer o lugar, vamos te passar algumas dicas:

  • Não vá sozinho. Convide amigos ou familiares para explorar este lugar com você. Há chances de ocorrer deslizamentos, ou até mesmo você se perder nesta ferrovia, devido à alta vegetação e quantidade de túneis.
  •  Leve lanche e bastante água, pois é um lugar remoto e obviamente, não há nada por perto. Acima o vale, há a Vila de São Luiz, porém não há comércio.
  • Estude bem a rota que você fará, e maneira prévia. Vamos disponibilizar aqui o trajeto que nós fizemos para explorar a Ferrovia do Trigo. Aconselhamos que você use algum aplicativo de GPS, como o Wikiloc ou outro que é usado em corridas.
  • Se prepare para atolar! isso mesmo, o trecho é demasiadamente alagado e com muitos pontos de lama. Então vá com um calçado que seja para esse tipo de terreno, pois ficará podre na volta a sua aventura.
  • Use facão. Eu sei, não é comum as pessoas usarem este objeto em trilhas, pois geralmente são abertas, mas não nesta. Há vários trechos a Ferrovia do Vinho que está com muita vegetação e você não conseguirá passar sem o uso de facão, para limpar o trecho.
  • Não queira fazer o percurso completo, isto é, 2 voltas completas no vale, pois há áreas muito críticas e a extensão também é bastante. Busque algum trecho que você queira fazer e faça parcialmente.
  • Cuidado com animais peçonhentos. Por conta de ser uma ferrovia desativada, há mata nativa, inclusive há uma árvore no meio da ferrovia, em uma parte do trecho. Então se possível, use perneiras para esta aventura. Se você não possuir e também não quiser investir, pelo menos ande com muita atenção.
Ferrovia do Vinho

O local é público ou privado?

Como toda e qualquer ferrovia no Brasil, o local faz parte da União e por conta disso, não está localizado dentro e uma propriedade privada. Você tem livre acesso para andar por lá, mas saiba: ao andar também na TPS, este trecho é uma ferrovia ativa e volta e meia passa o trem de carga. Então tome cuidado redobrado.

COMO CHEGO LÁ?

Há 2 formas e você iniciar esta aventura:

1 – Você coloca no Google Maps a Ponte Ernesto Dornelles, e deixa ali mesmo o seu carro. Há um restaurante pode deixar, em que possui um grande espaço de estacionamento. Depois inicie o percurso pela estrada de chão logo em frente e siga até o final. No fim desta estrada, é a Estação Jabuticaba, e logo mais na frente, após passar os Vagões Abandonados da ALL, entrará no Túnel em Y.

2 – Você passa a ponte Ernesto Dornelles e segue rumo ao centro de Veranópolis/RS. Logo após passar o Belvedere do Espirgão, você dobra a direita e segue até o fim. Dará na Hidroelétrica Monte Claro, lá você deixa o seu carro , atravessa o viaduto férreo, pega o túnel em Y, e entra na Ferrovia do Vinho.

 

Observação: A Ferrovia do Vinho há diversas entradas, inclusive, uma logo após este viaduto férreo, em uma linha na mata, à esquerda. No entanto, você já cairá no 2ª laço (superior), ao invés do primeiro laço (térreo).

COMO É A TRILHA?

Como já falamos no post, é completamente alagada, com muita lama, com muita vegetação. Se você não possui experiências com lugares remotos, não vá neste lugar.

Agora se você quer uma experiência única, em uma lugar selvagem e cheio de história e mistérios, vá e faça, pois é uma baita aventura!

Ferrovia do Vinho

VEJA O NOSSO PERCURSO

Powered by Wikiloc

É isso galera! Este lugar é ainda pouco explorado e por conta disso, vá conhecer e se aventurar, antes que vire modinha e esteja lotado, como diversas trilhas e atrativos naturais que temos no Rio Grande do Sul.

 

Esperamos ter ajudado vocês, de alguma maneira!

QUEM SOMOS

Somos a VIVA!  uma agência de viagens localizada em Porto Alegre/RS  e  as nossas trips são focadas em trilhas e cachoeiras, o que chamamos hoje de ecoturismo ou turismo de aventura.  Os nossos roteiros são exclusivos e para lugares em que poucas pessoas conhecem. O nosso diferencial também é formar grupos pequenos, para você além de conhecer um lindo lugar, também interagir com os outros passageiros e fazer novos amigos.  Explore novos horizontes e na dúvida, VIVA o hoje.

Sobre o Autor

client-photo-1
Mateus Griszewski
Muito prazer! Sou guia de turismo, especializado no segmento de atrativos naturais (ecoturismo) e responsável pela agência Viva Las Trips - Turismo & Aventura. Apaixonado por trilhas e cachoeiras, praticante de trekking e acampamentos. Transformei um hobbie, em uma profissão, e com isso, ajudo e incentivo as pessoas a saírem da rotina e viverem mais, viajando e explorando lugares aqui pelo Rio Grande do Sul. Talvez você que esteja lendo, não tenha ainda o hábito de viajar com frequência, nem de fazer trilhas e viver no "mato", mas uma coisa eu lhe digo: quando mudamos o cenário, TUDO muda em nossa vida.

Comentários

Deixe uma resposta