5 Erros que você deve evitar ao praticar trilhas.

Com o avanço da internet, após a pandemia, e o uso frequente de redes sociais, em principal, o Instagram, está cada vez mais sendo divulgado lugares e destinos por toda a parte.

Muitas pessoas que desconheciam este mundo outdoor, agora está querendo loucamente fazer parte e sair se aventurando, com base em dicas de perfis, no entanto, alguns cuidados devem ser tomados, e o iniciante deve evitar de cometer pelo menos estes 5 erros que citaremos abaixo.

5 erros que você deve evitar!

Antes de você consumir este conteúdo que fizemos com muito carinho, caso você ainda não acompanhe o nosso trabalho,  siga a gente no Instagram para ficar por dentro de destinos incríveis no RS e dicas para as suas aventuras! Clique abaixo

1 - PREVISÃO DO TEMPO X EQUIPAMENTOS

A regra para praticar atividades na natureza é sempre estar atento as condições climáticas, isto é, possíveis chuvas, temporais, calor extremo. Mas também não é uma regra absoluta.

É possível que você faça a sua aventura agendada, mesmo com possíveis chuvas. No entanto, 2 fatores são importantes:

 

1 – A quantidade de chuvas prevista, isto é, quantos mm de água, qual a probabilidade de chover, e qual as características do atrativo natural que você vai visitar.  Algumas trilhas são inapropriadas para se realizar quando o terreno está demasiadamente molhado, por tornar-se perigoso ao trilheiro. Então, cuide isso antes se sair na loucura, procurando lugares e o tempo apresentar possíveis chuvas. Se há previsão de forte calor, você deve se atentar para roupas leves e transpiráveis, além de no mínimo, 2 litros de água por pessoa. Em caso de possíveis temporais, deve saber se o percurso possui mais de uma saída, e o tempo de ida e volta, caso você seja pego por um forte temporal.

 

2 – Equipamentos: É IMPORTANTÍSSIMO se ter equipamentos para esses momentos delicados. Se a previsão é de chuva, ou até mesmo esteja chovendo, é imprescindível que você tenha uma boa jaqueta impermeável, ou também chamado de anorak. Ele vai te proteger da chuva e evitar que entre em estado de hipotermia. Além da jaqueta, uma capa de mochila também é essencial, para não molhar os seus itens secos e itens eletrônicos. O solo pode estar muito escorregadio, então uma bota de qualidade, com boa sola, vai te salvar de acidentes e tombos. Vai fazer calor? uma calça leve e respirável, vai te trazer muito mais conforto e bem-estar, já que como atividade física, transpiramos bastante.

 

Assim, você não será pego desprevenido com problemas climáticos e se sairá muito bem, independente da previsão.

2 - LEVE APENAS O NECESSÁRIO

Muito comum os iniciantes em trilhas quererem levar coisas que não serão usadas na atividade. Seja por medo de faltar algo, ou se perder na mata e ter que passar a noite.  Em nossas viagens em grupo que realizamos, volta e meia encontramos pessoas com mochilas gigantes, para uma trilha de 10-30 min, levando roupas extras, comidas em excesso, e demais itens que não serão usados.

Ao realizar uma trilha, você deve pensar o que será necessário para o percurso e atividade. Deve considerar a distância total percorrida e o tempo da atividade. Itens essenciais são: celular, água, mochila, lanches rápidos (barrinha de cereal, mariola, salame, queijo, grãos, bolachas integrais, fruta). A água vai depender da distância total, tempo e também da previsão, conforme falamos no item acima.

Leve apenas o necessário e terá um conforto muito maior ao caminhar e um desempenho ótimo, por carregar  menos volume e peso.

3 - VIVA O LUGAR E A EXPERIÊNCIA

Muito comum ver as pessoas visitarem as cachoeiras, cânions, trilhas, e se importarem na foto que será publicada no Instagram. Não há nada de errado em registrar aquele momento, e publicar na rede social, mas que haja um equilíbrio e bom-senso.

Ao fazer uma trip e encontrar um lindo lugar, além das fotos, contemple também aquele lugar, a paisagem, o ar puro, os pequenos detalhes nas rochas, vegetação nativa, animais ao redor. A vida na cidade é uma tremenda correria pra todo mundo, e quando você faz uma trilha, se desconecta dos problemas e das tarefas dos dias úteis, então aproveite este momento para não pensar em nada e viver o aqui e agora.

O fato de ter fotos para postar, também leva muitas pessoas a correrem riscos, isto é, ir em áreas perigosas, pedras escorregadias, peraus. Tudo por um lindo registro e alguns likes.

Valorize a vida, em primeiro lugar. Em segundo, valorize o lugar e não o seu ego e imagem, perante a sociedade. Terceiro, faça o seu registro com segurança.

4 - CUIDADO COM AS INDICAÇÕES

Hoje em dia, o instagram está lotado de perfis que compartilham lugares por aí e isso é ótimo, para aumentar a lista de lugares e explorar cada vez mais, viajar cada vez mais.

No entanto, vemos que muitos perfis apenas lançam uma foto e o nome do lugar. Não informando assim demais detalhes, como distância percorrida, localização/ pontos de referência, breve resumo do roteiro, altura da queda, em casos de cachoeiras.

Sabemos que você além de seguir a @vivalastrips, também segue diversas páginas que divulgam lugares no Sul (RS/SC/PR). Então fizemos um apelo: cuidado com estas indicações, pois eles não estão nem aí em te fornecer dados seguros para você explorar o lugar. Apenas fazem reposts e querem crescer em seguidores.

Sempre pesquise bem sobre o lugar antes de pegar a estrada, chamar um amigo e querer uma foto igual naquele atrativo. Se você  não quer correr riscos de se perder ou de se meter em uma furada, busque uma agência de turismo para lhe conduzir no destino que você deseja. Podemos lhe garantir que será uma experiência bem melhor, com mais informações, mais segura, e com possibilidade de conhecer novas pessoas do mesmo segmento.

Em nossas indicações de lugares no Instagram/Facebook, sempre passamos informações acerca do lugar indicado. Você nunca vai ver um post nosso  sem qualidade e valor agregado.

#ficaadica.

5 - SOZINHO, com amigos, ou com um grupo?

Você tem o lugar para explorar, show! Mas:

 

1 – Você tem companhia?

2 – Você conhece o lugar?

3 – Qual a sua experiência com trilhas, de 1 a 10?

4 – Você usa mapas offline ou bússola?

5 -Você tem um kit de primeiro-socorros?

6 – Você tem como chegar até o destino e localizá-lo corretamente?

7 – Você sabe a distância do percurso e o tempo de ida e volta?

 

Pergunte-se a si mesmo estes itens acima. São extremamente importantes para você saber se pode ir se aventurar sozinho, ou com família, ou com amigos, ou com uma pequeno grupo de trilheiros no qual faz parte.

Prefira sempre em se aventurar com alguém que tenha experiência em trilhas, use um kit primeiro-socorros, saiba onde está indo e qual o tempo de ida e volta, e a distância total do percurso, se olharam ou não a previsão do tempo.

Fazer trilhas é tão bom, não deixe que uma péssima experiência ou perrengue, lhe tire deste magnífico mundo.

Assim que esta pandemia for melhor controlada e for seguro “se aglomerar”, estaremos juntos novamente nas trips, com novos roteiros e com muita energia para lhe oferecer memoráveis experiências. O verão nos aguarda !!

#VIVAlastrips

QUEM SOMOS

Somos a VIVA!  uma agência de viagens localizada em Porto Alegre/RS  e  as nossas trips são focadas em trilhas e cachoeiras, o que chamamos hoje de ecoturismo ou turismo de aventura.  Os nossos roteiros são exclusivos e para lugares em que poucas pessoas conhecem. O nosso diferencial também é formar grupos pequenos, para você além de conhecer um lindo lugar, também interagir com os outros passageiros e fazer novos amigos.  Explore novos horizontes e na dúvida, VIVA o hoje.

Sobre o Autor

client-photo-1
Mateus Griszewski
Muito prazer! Sou guia de turismo, especializado no segmento de atrativos naturais (ecoturismo) e responsável pela agência Viva Las Trips - Turismo & Aventura. Apaixonado por trilhas e cachoeiras, praticante de trekking e acampamentos. Transformei um hobbie, em uma profissão, e com isso, ajudo e incentivo as pessoas a saírem da rotina e viverem mais, viajando e explorando lugares aqui pelo Rio Grande do Sul. Talvez você que esteja lendo, não tenha ainda o hábito de viajar com frequência, nem de fazer trilhas e viver no "mato", mas uma coisa eu lhe digo: quando mudamos o cenário, TUDO muda em nossa vida.

Comentários

Deixe uma resposta